ff




Jaime e Cíntia & Cia - jaimecintia@tapera.net
sexta-feira, 30 de dezembro de 2016
Macartismo

O termo macartismo, conhecido como sinônimo de perseguição política sem justa causa, sofre um revés com a abertura de arquivos de época realizados na Rússia. McCarthy, o senador americano acusado de perseguir os simpatizantes do comunismo dentro dos Estados Unidos, tinha razão em acusar os traidores envolvidos. Além destes, comprovou-se que existiam em torno de 3.000 agentes pagos pela KGB infiltrados em postos estratégicos  importantes (alguns com poder para influenciar políticas externas) de diversas instituições americanas. É interessante o fato de que a inteligência dos EUA somente agora percebe que a influência russa continua forte e vigente a ponto de determinar a eleição de um presidente. A impressão que dá é de há desde a muito tempo um jogo de poder externo que pretende enfraquecer definitivamente a maior democracia do mundo. A aparente inconformidade do partido democrata (socialista) quanto aos ataques cibernéticos russos e a mudança repentina nas ações perante a ONU atesta o seu comprometimento com essa estratégia, colocando o país numa cilada. Existe uma entidade global manobrando esse cenário.

Postado por Jaime e Cintia as 30.12.16 e tem 0 comentarios

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016
Guerra Total

A segunda guerra mundial foi o resultado de uma costura mal elaborada, efetuada pelos cirurgiões vitoriosos da primeira guerra mundial,  na sutura dos tecidos rasgados no corpo dos derrotados. O Tratado de Versalhes foi a agulha que conduziu a linha entre pontos muito distantes, o que evitou a cicatrização adequada da ferida aberta. Não estancou a sangria e a infecção começou a tomar conta dos membros afetados, como sempre, lentamente , mas de forma gradual. O povo germânico foi humilhado e obrigado a cumprir decisões absolutamente impossíveis. Eis o porquê do surgimento (com aceitação popular) de um médico milagroso, dotado de poderes sobrenaturais, considerado alternativa única para bloquear os males advindos de uma operação errada. Novamente derrotada, a Alemanha foi costurada com linhas entre pontos mais próximos, muito menos equidistantes. Hoje essa nação é um dos mais importantes países do mundo, donde, provavelmente, jamais servirá como pavio para conflitos internacionais.
A terceira guerra mundial está iminente. Desta vez ela brotará ao mesmo tempo do nascente e do poente, daqueles que pensam que a melhor defesa é o ataque, e vice-versa.

Postado por Jaime e Cintia as 28.12.16 e tem 0 comentarios

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016
Escravos brancos

Segundo Robert Davis, historiador, mais de um milhão de brancos europeus foram escravizados entre 1530 e 1780 por piratas norte-africanos de pele escura.

''Uma das coisas que o público e muitos especialistas tendem a dar como certa é que a escravidão [na Idade Moderna] sempre foi de natureza racial --ou seja, que apenas os negros foram escravos. Mas não é verdade'' (copiado da internet). 


“Nós perdemos o senso de como a escravidão foi um grande problema para aqueles que viveram no Mediterrâneo. Escravos são escravos, sejam negros ou brancos, estejam sofrendo na América ou no Norte da África” (copiado da internet).


Para complementar esta postagem é importante ressaltar que essas informações foram esquecidas (ou deliberadamente omitidas) de serem devidamente repassadas para a posteridade pelos historiadores, dando a impressão de que apenas as populações de pele clara produzem danos a outras etnias, em proveito próprio. A mente do ser humano funciona de forma similar sob qualquer tonalidade de cor capilar.



Postado por Jaime e Cintia as 26.12.16 e tem 0 comentarios

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016
Revoada




As águas dos rios resvalam entre as margens.
As nuvens passeiam no céu azul seus brancos nódulos.
As folhas das árvores balançam. Catam ventos.
Os planetas descansam no vácuo em seu circundar.
As aves gorgeiam. Os animais espreitam com fome.
Não há algum acaso. Tudo flui.
O horizonte se encontra no além, após o ocaso.
O Sol se põe, ele não é um astro, apenas brilha.
Cada coisa em seu lugar expõe o seu ser.
Nada há que seja nada.
Tudo é o que tem de ser.


Postado por Jaime e Cintia as 22.12.16 e tem 0 comentarios

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016
OS EUA e a Nova Ordem Mundial



Um debate entre filósofos (Dugin e Carvalho) expõe a visão delicada de cada um dos protagonistas sobre a situação atual dos maiores consórcios estratégicos que pretendem dominar globalmente os seres humanos.
Alexandre Dugin entende existir apenas dois blocos: O imperialismo americano (EUA) e os seus contrários (o resto).
Olavo de Carvalho afirma a existência de três blocos bem distintos: o econômico/financeiro (grupo de Bilderberg); o militar (Rússia e China); e o religioso (ISLÃ).
Segundo Olavo, Dugin seria o mentor da nova estratégia de expansão do comunismo internacional, conselheiro de Putin.
Segundo Dugin, Olavo estaria usando uma fértil imaginação criativa para elaborar apenas mais uma estúpida teoria da conspiração.
Da leitura do livro se depreende que a humanidade está de fato ameaçada de ser dominada. Qual seja o grupo globalista vencedor exercerá influência suficiente no sentido de evitar discordância quanto às regras impostas, seja pela força bruta, seja pela utilização de técnicas psicológicas comportamentais ou pela via fundamentalista religiosa. Ou todas elas juntas. Uma nova era está próxima. A maior resistência contra essa investida diabólica é o cristianismo e a sua crença de que a salvação da humanidade passa necessariamente pela purificação de cada alma individual, conforme pregava Jesus, e não por controles compulsórios sobre as massas de servos direcionados.
Por isso, é de se refletir profundamente e pedir a Deus para que interfira em favor do seu rebanho. Oremos.

Postado por Jaime e Cintia as 21.12.16 e tem 0 comentarios

sábado, 17 de dezembro de 2016
A origem das ideologias

O budismo apregoa que o mundo secular é apenas fenomênico. Tudo se constitui de imagens, porque nada permanece. O absoluto é abstrato. Mesmo que  essa lógica seja coerente, portanto aceitável, nela há um equívoco primário, porque ela desconsidera a "presença" do ser. Ainda que as coisas terrenas sejam impermanentes, se a percepção sensorial humana for levada em consideração, elas existem, pelo menos no momento em que são percebidas pelos referidos órgãos. Por outro lado, como o ser humano poderia captar qualquer existência se ele mesmo não fosse um ser real? Alguns importantes filósofos que introduziram a contemporânea visão do materialismo científico tiveram como base a cosmologia hindu para depreender que o todo não passa de lógica matemática, ou seja, dependente de leis universais autônomas. Isso relega o ser humano a mera construção poética sem existência concreta, ideograma do nada.  Na cosmologia judaica-cristã, os seres foram criados por Deus, portanto existem. As coisas terrenas são a base de sustentação para a realização de cada ser humano como habitante eterno no reino divino. Por isso, todas as pessoas são dotadas de individualidade e podem ser reconhecidas uma a uma. Assim como elas são na terra, como tal estarão no céu .
A escolha dentre as cosmovisões  a ser seguida deve estar de acordo com a consciência de cada pessoa. Muitos optarão por se transformar em ideias, outros, mais epistêmicos, escolherão vivenciar a presença de Deus.

Postado por Jaime e Cintia as 17.12.16 e tem 0 comentarios

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016
Modelagem

Assim como o ser humano está moldado para aceitar as regras do sistema monetário (valorizando papel ou moeda ou mesmo créditos digitais), também aceita pacificamente ideias as mais diversas, originadas unicamente com objetivos de manipulação das massas elaborados por grupos específicos. A ciência nasceu como metodologia que transmitia credibilidade. Infelizmente o poder da propaganda e a ganância de doutos cientistas transformaram esse complexo sistema em um conjunto de oportunidades fraudulentas. Hoje, mesmo teorias consagradas como a do heliocentrismo, de Pitágoras a Copérnico, por exemplo, começam a ser contestadas. Já se duvida de que a NASA  tenha realmente realizado explorações planetárias. As fotos e os vídeos apresentariam flagrantes sinais de que foram forjados. Parece que uma nova construção intelectual começa a desmanchar as arraigadas convicções implantadas pelo materialismo que iniciou com a modernidade. De repente a humanidade começa a descobrir que a verdade estava com os antigos, que mais acreditavam em si mesmos e nas próprias experiências do que nas ficções impostas por alucinados.
Quem sabe as escrituras antigas (como a Bíblia Sagrada, por exemplo) possam contribuir para que o ser humano consiga retornar à sua forma original, como criatura de Deus.


Postado por Jaime e Cintia as 16.12.16 e tem 0 comentarios

sábado, 10 de dezembro de 2016
Enxurrada

Está causando uma erosão com dimensão de cratera a enxurrada de nomes de políticos  denunciados como adoradores de propinas. A alegação de que a lava jato é direcionada cai por terra. A estratégia adotada pela justiça de começar depilando os cabelos da cabeça do corpo contaminado deu certo. Já se está atuando na aparacão das sobrancelhas e cílios. Falta muito pouco para remover a barba e o bigode. A cera já está sendo aquecida para ser aplicada no tronco e nos membros. Nem o púbis escapará das navalhas. Como inexiste perfeição absoluta, seguramente algum cabelo vai permanecer escondido, talvez dentro dos ouvidos, mas tomara que seja ralo.

Postado por Jaime e Cintia as 10.12.16 e tem 0 comentarios

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016
Ambientalismo

Houve uma época de grande alvoroço ideológico em que a prefeitura resolveu de plantar mudas de ipê em diversos pontos da cidade. Hoje as calçadas agradecem e pedem reformas.

Postado por Jaime e Cintia as 7.12.16 e tem 0 comentarios

terça-feira, 6 de dezembro de 2016
Capitalismo

O livre comércio sempre existiu e sempre estará presente onde houver atividade humana. Mesmo em regimes autoritários que preconizam restrições legais, as ações mercantis fluirão, na clandestinidade, porque é uma condição  natural do ser humano. Porém, o exagero na obtenção de propriedades mercantis e a tentativa de manutenção e ampliação dessas atividades criam diversas anomalias no sistema de trocas. Os grandes grupos de negociadores, em sinergia, tolhem o desenvolvimento de novos concorrentes. Esses só conseguem se manter com muita criatividade e em nichos restritos. A formação de empresas satélites destes aglomerados é uma forma de amaciar as diferenças, mas cria dependência. A necessidade de regulamentação se faz necessária para evitar exageros. Para isso, o Estado deve ter poder suficiente para estabelecer leis adequadas, mas sem afetar a substância da economia, que é  a motivação das pessoas envolvidas na construção das suas visões. O capitalismo selvagem interfere na liberdade de ação dos mais fracos. Entretanto, um Estado soberano e ditatorial em favor de uma utópica igualdade de classes só produz desestímulo e, consequentemente, pobreza.

Postado por Jaime e Cintia as 6.12.16 e tem 0 comentarios

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016
Socialismo

Os humanos são  seres sociais. Qualquer pessoa mentalmente sã sabe disso. A convivência pacífica entre os seres humanos, portanto, deveria ser uma prática corriqueira. As diferenças, e elas existem, precisam ser respeitadas. Forçar o ser humano a conviver em estado de igualdade, é um objetivo utópico, porque as pessoas não são produtos de fabricação industrial, que agem de acordo com a utilidade pretendida. Nelas imperam forças muito mais significativas, geradas por uma ramificação anatômica e fisiológica, interligada, que produz interações imaginárias. Nesse sistema vital a lógica é básica. Ela funciona de acordo com a própria natureza. Cada uma destas relíquias é uma essência única. Delas emanam ideias. Equalizar essas evoluções pela lógica matemática produz um circuito mental. É assim que pensam os adeptos do socialismo, só percebem um só percurso. O "enquadramento" socialista não permite a convivência social, ainda que possa parecer que seja o único caminho.



Postado por Jaime e Cintia as 5.12.16 e tem 0 comentarios

sábado, 3 de dezembro de 2016
Divagar

Deu-me vontade de divagar. Porém é conveniente fazer devagar. Há de se entender que toda a precipitação imita a chuva, que precipita. É água que molha quem debaixo fica. E a nossa natureza é  divagar como água que cai de chuva. A chuva desce como lágrima. Ela é  triste, quando não é de alegria. Entretanto hoje ela é triste. Mas acho que hoje não vou divagar, porque não é dia para fazer divagação.  Por isso vou ficar só no imperativo categórico.


Postado por Jaime e Cintia as 3.12.16 e tem 0 comentarios

Posts mais recentes Posts mais antigos



 




 

Últimos Posts

Tempestade
Contradições
RICARDO CASTAÑON, FRENTE A FRENTE
Armamento
Jardim das Aflições
Galáxias
Batman
Luneta e microscópio
Ilusões
Continuidade

Arquivos

Abril 2012 Maio 2012 Junho 2012 Julho 2012 Agosto 2012 Setembro 2012 Outubro 2012 Novembro 2012 Dezembro 2012 Janeiro 2013 Fevereiro 2013 Março 2013 Abril 2013 Maio 2013 Junho 2013 Julho 2013 Agosto 2013 Setembro 2013 Outubro 2013 Novembro 2013 Dezembro 2013 Janeiro 2014 Fevereiro 2014 Março 2014 Abril 2014 Maio 2014 Junho 2014 Julho 2014 Agosto 2014 Setembro 2014 Outubro 2014 Novembro 2014 Dezembro 2014 Janeiro 2015 Fevereiro 2015 Março 2015 Abril 2015 Maio 2015 Junho 2015 Agosto 2015 Setembro 2015 Outubro 2015 Dezembro 2015 Março 2016 Abril 2016 Maio 2016 Julho 2016 Agosto 2016 Setembro 2016 Outubro 2016 Novembro 2016 Dezembro 2016 Janeiro 2017 Fevereiro 2017 Março 2017 Abril 2017

 

 


WM INTERNET